5 Passos para desbloquear o teu inglês

Todos os dias falo com pessoas que querem melhorar o seu inglês e este é o que habitualmente acontece:

Pessoa X: Este ano quero mesmo aprender inglês. 

Eu: Excelente! E quais são os seus objetivos na aprendizagem do inglês? 

(Aqui a resposta pode incluir diversas variantes que incluem habitualmente falar com clientes, participar em reuniões, viajar, mas algo é comum a todos)

Pessoa X: Quero desbloquear a minha comunicação em inglês. Eu percebo o que leio e o que ouço, mas na hora de falar, bloqueio, não sai nada, fico a pensar na palavra certa, no verbo certo e não saio dali.

Esta conversa é-te familiar? 

Para ti partilho 5 passos para desbloqueares o teu inglês.

1 – Para de te comparar com os outros!

Esta é uma tendência natural que temos e que nos limita em muitas áreas, e também na aprendizagem do inglês. 

É muito comum as pessoas partilharem “Os meus colegas falam melhor do que eu.”, “Eu sou mais lento a aprender do que os outros.” e “Eu sou o pior aluno.”

Esquece isso! Primeiro, não temos distanciamento para fazer comparações justas entre nós e os outros, por isso há uma grande probabilidade de estarmos a subavaliar as nossas competências. Em segundo lugar, não é muito relevante se as nossas competências são melhores ou piores do que as dos outros. O que é mais importante é que procuremos melhorar as nossas competências, ou seja, que procuremos ser melhores pessoas e profissionais a cada dia.

2 – Prepara-te

Se vais ter uma situação em que vais falar em inglês e estás preocupado, prepara-te. Podes estudar a situação, estudar o vocabulário, a gramática e as estruturas que vais necessitar de usar, podes redigir guiões com os diálogos que são expectáveis e depois treinares a situação com amigos ou familiares. Desta forma vais estar mais preparado e vais, certamente, sentires-te mais tranquilo.

3 – Integra o inglês na rotina!

Este é um passo essencial. Para desbloquear o teu inglês, é absolutamente necessário que integres o inglês na tua rotina, pois a aprendizagem eficaz e permanente do inglês requer prática contínua. 

Como podes fazer para integrar o inglês na tua rotina? Dedica 10 a 30 minutos do teu dia (todos os dias ou quase todos os dias) à aprendizagem do inglês e para garantir que isso acontece, deves incluir o inglês no teu planeamento mensal, semanal e diário.

4 – Esquece o medo de errar!

Muitos estudantes de inglês sentem-se bloqueados na hora de comunicar oralmente em inglês, porque têm receio de errar e que os outros considerem que eles não são competentes. 

Bem, deixa-me partilhar contigo o seguinte: os teus colegas, chefe, clientes e parceiros não são avaliadores de exames de inglês e não estão interessados se estás a dar erros ou não. Eles estão focados no que precisam de conversar contigo. 

Além disso, a maioria das pessoas sente as mesmas dificuldades que tu (ou mais) na comunicação em inglês, acredita!

5 – Usa a tecnologia!

Hoje em dia temos ao nosso dispor várias ferramentas muito úteis que nos ajudam na comunicação em inglês. 

Recentemente, alguns alunos comentaram comigo que usavam estas ferramentas mas que sentiam que estavam a “fazer batota” ou que estas ferramentas eram muletas ou algo negativo.

Na minha opinião, estas ferramentas, como o Google tradutor ou outros, ou a aplicação grammarly são extremamente interessantes e devemos usá-las para tornarmos a nossa comunicação mais eficaz e, claro, para pouparmos tempo. E garanto-te que vais aprender com elas também.


Deixo-te ainda um vídeo que fiz sobre o tema aqui:

Outros artigos

Literacia Emergente

Literacia Emergente

O que é? As crianças começam a adquirir a linguagem desde o dia em que nascem. À medida que vão crescendo, as suas competências de

Ver
dislexia

Vamos falar sobre Dislexia

O que é a dislexia? A dislexia é uma dificuldade de aprendizagem específica caracterizada por dificuldades no reconhecimento preciso e/ ou fluente de palavras e

Ver
motivação

O que mudou na Saber Interactivo com a pandemia?

Tudo mudou, porque deixámos de ouvir as vozes de alunos e professores a ecoar nas salas e corredores, parou subitamente o corropio de entradas e saídas, a animação da sala de espera e as conversas animadas dos nossos meninos.

Ver

Fale Connosco