Como criar um plano de estudos adequado às necessidades do teu filho

O início do ano escolar é a altura perfeita para (re)começar a ter hábitos positivos e saudáveis, por isso deixamos o desafio de “arregaçar as mangas” e criar ferramentas de organização e gestão do tempo. 

Como podemos construir um plano de estudos?

1 – Analisa o horário escolar do teu filho, bem como as suas atividades extracurriculares

Só tendo uma perspetiva global do horário do teu filho, poderás planear quando ele vai estudar. Não adianta programar uma sessão de estudo após um extenuante treino de futebol ou basquetebol, por exemplo.

2 – Define a duração de cada bloco de estudo 

Tendo em conta a idade e capacidade de concentração do teu filho, quanto tempo deverão ter os blocos de estudo: 30 minutos? 45 minutos? 

Pode também variar em função do carácter da disciplina (mais prática ou mais teórica) e do interesse do aluno pela disciplina. 

Lembra-te que é totalmente desaconselhado períodos longos de estudo sem intervalo.

3 – Define objetivos

É essencial que haja um propósito ou uma meta para qualquer ação, para que a ação nos faça sentido e para manter a motivação. 

Qual é a motivação para este ano?

  • Entrar no quadro de mérito?
  • Consolidar as notas das disciplinas centrais?
  • Preparar o caminho para uma possível opção futura?

Escreve os objetivos a alcançar e mantém-nos por perto durante todo o ano letivo. Vai-te ser útil sempre que for necessária motivação ou até alguma alteração do plano de estudos inicial.

4 – Define tempo de descanso 

O trabalho só dá frutos, se existirem períodos de descanso para lanchar ou apenas relaxar um pouco, por isso não te esqueças de contemplar no horário: horas de sono suficientes, tempo com família e amigos e tempo para não fazer nada. 

Nota: todos estes passos devem ser realizados com o teu filho, mesmo que ele ainda seja pequeno, pois dificilmente ele vai seguir algo que não teve o seu aval. 

Esta tarefa pode ser desafiante, mas é essencial. 

Sem planificação, não há organização. 

Este plano também deve ser flexível e deve ser alterado, sempre que as circunstâncias o justifiquem. 

Se precisares de ajuda, contacta-nos

Outros artigos

Ace

Quando é que falar alemão é uma mais-valia?

Falar alemão pode ser uma competência inestimável em muitas, muitas circunstâncias pessoais e profissionais, para além de te dar acesso a uma cultura muito rica e diversa e ser porta de entrada para muitas universidades e instituições científicas de renome.

Ver

Fale Connosco