O que é a Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA)?

A Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA) é uma área de intervenção do Terapeuta da Fala, que atende às necessidades dos indivíduos com Perturbações da Comunicação significativas e complexas, caracterizadas por dificuldades na produção e / ou compreensão da fala-linguagem, incluindo as modalidades de linguagem verbal oral e escrita.

A CAA serve-se de uma variedade de técnicas e ferramentas, incluindo tabelas de comunicação com imagem, desenhos pictográficos, dispositivos geradores de fala (SGDs), objetos tangíveis, sinais manuais, gestos e ortografia com os dedos, para ajudar o indivíduo a expressar pensamentos, desejos e necessidades, sentimentos e ideias.

O que são Sistemas de Comunicação Aumentativa e Alternativa?

Os Sistemas de Comunicação Aumentativa e Alternativa (SAAC) são formas de expressão distintos da linguagem falada, que visam aumentar (aumentativos) e/ou compensar dificuldades (alternativos) de comunicação e linguagem de muitas pessoas com necessidades complexas de comunicação.

O SAAC pode ser temporário, quando usado por indivíduos após cirurgias, em terapia intensiva, ou permanente, quando usado por um indivíduo que necessitará do uso de alguma forma de CAA para toda a vida.

Quem pode utilizar um SAAC?

Crianças com necessidades especiais (autismo, deficiência intelectual, síndrome de Down, deficiência auditiva…)

Para a maioria das crianças com algumas destas dificuldades, o desenvolvimento da linguagem é um desafio que pode ser facilitado com suporte visual. Em muitas situações, a comunicação através de símbolos torna-se aumentativa, uma vez que estas ajudas constituem uma forma de potenciar o desenvolvimento da linguagem oral e escrita. Por outro lado, os suportes visuais são uma forma de tornar o ambiente mais previsível e compreensível, facilitando a aprendizagem e o desenvolvimento de competências.

Crianças que estão a começar a ler ou com dificuldades de leitura

Os símbolos podem ajudar as crianças a aceder à compreensão do texto escrito quando estão no início da aprendizagem da leitura ou quando têm dificuldades, descodificando o significado da palavra escrita. Noutros casos, como na dislexia, pode ajudar a melhorar a descodificação da leitura e a evitar confusões de sons/letras. Em geral, contribui para a aprendizagem de palavras através da leitura global. É por isso que se recomenda que os símbolos sejam acompanhados com informação escrita, por baixo ou por cima.

Pessoas em situação de emergência ou sanitária

Caso uma pessoa sofra um acidente, esteja em estado de choque ou entubada numa unidade de cuidados intensivos e não se consiga expressar verbalmente, os símbolos poderão ser utilizados como sistema de comunicação. Assim, o utilizador poderá transmitir ao profissional mensagens sobre a forma como se sente e o que aconteceu, facilitando o acesso à informação. Noutros casos, a comunicação através dos símbolos permite que os médicos expliquem os procedimentos médicos quando os doentes não falam a língua local e obtêm o seu consentimento informado.

Que recursos podemos criar com a Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA)?

Tabelas de comunicação

Os símbolos são usados em auxiliares de comunicação de baixa (caderno) e alta tecnologia (tablet) para elaborar tabelas de comunicação que permitem ao utilizador comunicar apontando o símbolo desejado de diferentes formas (dedo, comutador, olhos…).

Agendas Visuais / Rotinas

Uma agenda visual representa tarefas programadas e atividades com suportes visuais (neste caso, símbolos). Ajuda as crianças a entender as rotinas diárias de casa e da escola. São úteis para decompor tarefas que possuem vários passos e torná-las mais fáceis de aprender para as crianças. O objetivo final é reduzir a ansiedade e melhorar a aprendizagem e o comportamento.

Horários Visuais

Os horários visuais ajudam as crianças com necessidades especiais a compreender o que farão a seguir ou para onde terão de ir (transições), promovendo a sua independência. Servem também de motivador, uma vez que permitem antecipar o que acontecerá em cada período de tempo (manhã, tarde, dia) e contexto (casa, escola, centro desportivo…).

Histórias Sociais

Uma história social é um material de aprendizagem escrito de forma narrativa com suporte visual (símbolos) que explica competências e comportamentos específicos a adotar em determinados contextos, bem como eventos especiais e situações sociais. O objetivo é auxiliar as crianças a compreender como podem ser capazes de as enfrentar e adequar as suas condutas aos contextos, reduzindo a ansiedade.  

Estratégias comportamentais

As pessoas com necessidades especiais têm dificuldades em compreender e regular situações sociais, as suas emoções e o seu próprio comportamento. Estas dificuldades causam, em muitas ocasiões, comportamentos desadequados, inapropriados e problemáticos. Os suportes visuais como tabelas de comunicação, gráficos de comportamento ou cartões de instruções para o comportamento alvo, podem ajudar a lembrarem-se do comportamento que é esperado deles em cada momento, que comportamentos são corretos ou incorretos ou para expressar o que querem num momento difícil.

Suporte à aprendizagem

As atividades e fichas de trabalho baseadas em símbolos ajudam os alunos com necessidades especiais a aceder ao currículo e a aprender competências linguísticas e de literacia com mais facilidade. Os materiais educativos com símbolos facilitam a acessibilidade cognitiva e proporcionam um estímulo e motivação visuais adicionais para aprender.

Competências de vida

As competências da vida diária referem-se às que são necessárias para o sucesso no trabalho e na vida em comunidade (autocuidados, compras, trabalho, culinária) Os suportes visuais (rotinas, receitas de cozinha, agendas visuais, histórias sociais…) ajudam as pessoas com necessidades especiais a aprender essas competências e a tornar-se independentes de modo a poderem participar plenamente nas suas comunidades.

Sinalização

Viver em comunidade requer circular em espaços públicos e privados que nem sempre nos são familiares. Quando chegamos a um local que não conhecemos, procuramos sinalização que nos ajude a orientar, encontrar o caminho e chegar ao destino. Para as pessoas com dificuldades de comunicação, complementar a sinalização com símbolos amplamente reconhecidos ajuda-as a encontrar o caminho e a orientarem-se no ambiente.

Guida Neves

Terapeuta da Fala

Outros artigos

problemas-do-sono

Como dorme o seu filho?

O que são os problemas do sono? Os problemas do sono são frequentes nas crianças. Por norma, surgem esporadicamente e desaparecem de forma espontânea. Porém,

Ver
O que é a comunicação

O que é a comunicação?

A comunicação define-se como um processo complexo de troca de informação, que se estabelece entre duas ou mais pessoas, de forma a que a atividade

Ver

Fale Connosco