Perturbações de comportamento alimentar

Preocupação exagerada em relação à comida, ao peso e às formas corporais, podendotornar-se obsessiva e irrealista. Estas perturbações envolvem emoções, atitudes e comportamentos excessivos em tudo o que se refere ao peso e à comida, gerando comportamentos alimentares irregulares, com prejuízo para a saúde.

São doenças potencialmente fatais, que podem passar despercebidas durante muito tempo, pois tendem a ser escondidas, particularmente da família!

Anorexia Nervosa

Distorção da imagem corporal, na qual a pessoa se vê com excesso de peso mesmo estando muito magra. Recusa a comer, realiza exercício físico de forma compulsiva e perde peso em grandes quantidades, colocando a sua vida em risco.

A perda de peso pode ser extremamente acentuada com consequências graves para a saúde e mesmo risco de morte.

Sinais de alerta:

  • Diminuição progressiva da quantidade de alimentos ingeridos;
  • Medo de engordar;
  • Acentuada perda de peso;
  • Apesar de magro, continua a achar-se gordo;
  • Se for uma rapariga, os períodos menstruais desaparecem;
  • Perfeccionismo para com os resultados escolares e ginástica

Bulimia Nervosa

Ingestão de grandes quantidades de alimentos, acompanhados por um forte sentimento de culpa e vergonha e seguidos pela eliminação das calorias ingeridas, através de laxantes, clisteres, diuréticos, vómito e exercício físico.

Os vómitos e o uso de medicamentos para compensar as crises de bulimia podem ter consequências graves para a saúde.

Sinais de alerta:

  • Ingestão de grandes quantidades de alimentos, compulsivamente e descontroladamente;
  • Comportamentos de compensação de forma a evitar o aumento de peso;
  • Grandes oscilações de peso;
  • Idas sistemáticas à casa de banho para vomitar após as refeições.

Quais são as causas?

As dietas são os comportamentos mais frequentes que iniciam as Perturbações Alimentares. Porém, existem vários factores que contribuem para o surgimento destassituações:

  • Grande preocupação com a própria imagem;
  • Grande inquietação com o peso ou querer realizar uma actividade em que a magreza é importante (bailarina, modelo, etc.);
  • Pressão para corresponder ao corpo ideal imposto pela sociedade;
  • Funcionamento perfeccionista e de grande exigência em relação a si próprio;
  • Auto-estima frágil;
  • Ansiedades ou depressão que levam a pessoa a comer para se confortar a si próprio;
  • Existência de acontecimentos de vida perturbadores;
  • Existência de problemas semelhantes em familiares próximos;

Quais são as consequências?

As Perturbações Alimentares podem ter consequências muito graves para a saúde.

  • Cansaço e dificuldade em realizar as actividades normais do dia-a-dia;
  • Paragem do crescimento, lesões dos ossos e de outros órgãos;
  • Paragem da menstruação e risco de infertilidade;
  • Aparecimento de ansiedade, depressão, comportamentos obsessivos e dificuldades deconcentração;
  • Perda da auto-confiança e isolamento social;
  • Risco de morte.

Como posso fazer para prevenir e diminuir o problema?

  • Manter o peso adequado;
  • Comer refeições regulares, pelo menos 3 a 4 vezes por dia;
  • Fazer uma dieta equilibrada, com todos os tipos de alimentos que o corpo precisa (incluindo pão, arroz, massa, batatas, etc.)
  • Não saltar refeições. Os intervalos grandes sem comer aumentam a fome e levam acomer mais na refeição seguinte.
  • Evitar os doces e os alimentos com muita gordura e comer uma peça de fruta em vez disso;
  • Fazer exercício físico regularmente;
  • Evitar a influência de outros que saltam refeições e se preocupam excessivamente como peso e a comida.

Quando e como pedir ajuda?

As perturbações alimentares têm a particularidade de se desenvolverem em silêncio, pelo que muitas vezes até os familiares e amigos mais próximos demoram a aperceber-se da existência destas situações. Se os problemas alimentares provocam uma crise a cada refeição ou se se aperceber da existência dos problemas acima descritos, procure ajuda!

Sandra Margarida Santos

Psicóloga Clínica

Outros artigos

Fale Connosco