Hallowe'en: "modernice" ou tradição?

Hallowe'en: "modernice" ou tradição?


É comum ouvir-se que isto de celebrar o Hallowe'en em Portugal é um disparate, que é algo importado dos Estados Unidos e que não faz sentido para nós. 

Será que o Hallowe'en é uma celebração moderna e ligada ao consumismo, ou haverá algo mais?


Na realidade a tradição do Hallowe'en vem da cultura celta e de um festival chamado Samhain que celebrava o final das colheitas (vida) e o início do inverno (morte). Nessa noite acreditava-se que os mortos voltavam à terra e as pessoas esculpiam nabos e colocavam velas no seu interior para se protegerem deles. 


Mais tarde os irlandeses que emigraram para os Estados Unidos perceberam que as abóboras eram mais fáceis de esculpir e a tradição tornou-se o que é hoje. 


O tradicional "Trick or Treat" em que as crianças vão de casa em casa pedindo doces tem origem na tradição celta de deixar comida à porta para os fantasmas. Quando a igreja introduziu o Dia de Todos os Santos, os ricos começaram a dar aos pobres os "bolinhos" (pão doce com nozes e passas) e mais tarde as crianças passaram a pedir doces na sua vizinhança.  


A celebração cristã do Dia de Todos os Santos e o Dia de Finados tem também origem nesta celebração e surgiram mais tarde. 


Pode ler mais aqui:

            FALE CONNOSCO