Tornar as crianças boas administradoras de dinheiro

Todos nós queremos o melhor para os nossos filhos, da educação à saúde. Damos-lhes condições para poderem estudar, transmitimos-lhes valores para que possam vir a ser Homens e Mulheres de “H” e “M” grande, preocupamo-mos com o futuro deles.

Mas há uma coisa que escapa em muitos casos – ensinar a lidar com o dinheiro.

Esta é uma matéria que devia estar mais presente nas escolas, mas infelizmente são poucos casos em que a educação financeira é posta em prática.

Educar financeiramente as crianças é fundamental para que eles tenham um futuro brilhante, independentemente da profissão que escolham.

Quantas pessoas que conhece não sabem gerir o seu salário?

Que nada fazem para ganhar mais?

Que não sabem pôr o dinheiro a trabalhar para elas?

Para que os seus filhos venham a ser pessoas financeiramente equilibradas e eficientes, é necessário educá-los financeiramente desde muito cedo. Quanto mais cedo eles aprenderem a lidar com o dinheiro, menos problemas terão no futuro.

Vou deixar aqui algumas dicas que pode aplicar ou inspirar-se para aplicar outras.

Usar um mealheiro

O mealheiro é um óptimo amigo para as crianças aprenderem a poupar dinheiro e a perceber que não é fácil juntá-lo. De preferência o mealheiro deve ser transparente, de modo a que o seu filho possa ver o dinheiro dele a crescer.

Deve usar mais do que um mealheiro, um dedicado à poupança e outros dedicados a atingir um objectivo que eles queiram, que pode ser para comprar um determinado brinquedo, ou simplesmente para ir visitar um parque de diversões.

Fale sobre dinheiro e seja um bom exemplo

As crianças têm os pais como ídolos, exemplos a seguir. Fale com o seu filho, diga-lhe que os pais trabalham e que recebem dinheiro por esse trabalho, explique os seus hábitos de consumo, o que faz para poupar e qual o objectivo.

Faça o seu controlo do orçamento familiar quando o seu filho está por perto. Assim ele vai perceber que não é só pegar em dinheiro e gastar.

Explique-lhe que o dinheiro é algo de bom e que se podem fazer muitas coisas boas com ele, como por exemplo utilizá-lo para tratar um doença, para estar mais próximo das pessoas que se gosta, para ajudar outras pessoas, etc.

Mostrar que as coisas custam dinheiro

Fazer algumas compras com eles, seja de supermercado ou de um brinquedo e pagar em em dinheiro fisico é importante para eles verem que trocamos dinheiro por outras coisas e que o deixemos de ter.

É bom deixá-los pegar em algum dinheiro deles do mealheiro para comprar um brinquedo que eles queiram. Assim eles vão ver se têm ou não o dinheiro suficiente para realizar a compra que querem, se não tiverem, deve explicar que ainda não dá para comprar e que têm que juntar mais.

Ao fazerem algumas compras com o dinheiro deles, as crianças vão vê-lo a diminuir e começam a perceber que não o podem gastar à toa.

Dar uma mesada ou semanada

Para crianças com mais de sete anos faze sentido começar-lhes a dar responsabilidade sobre o dinheiro. E nada melhor que uma mesada ou semanada para eles gerirem.

Deve ajudá-los nessa gestão, ensiná-los a poupar uma parte para colocar a render (investir), outra parte para comprarem algo que eles queiram e o restante para o dia-a-dia.

Deixe o seu filho cometer erros

Às vezes, a melhor lição vem de uma má decisão. Quando as crianças gastam dinheiro sem pensar, têm uma boa oportunidade para aprender.

A dor de querer comprar algo e não ter dinheiro por gastou em guloseimas ou noutra coisa supérflua vai faze-lo lembrar noutras ocasiões, que é preciso pensar bem antes de gastar. Vai saber que há um custo de oportunidade que tem de saber gerir e decidir.

Brinque com os seus filhos

Existem vários jogos de tabuleiro, como o Monopólio entre outros, que ajudam a criar habilidades na gestão e planeamento.

Estes jogos, também mostram que podemos obter rendimento de várias formas e que o rendimento passivo é muito interessante.

Ao utilizar algumas destas ou outras dicas, vai estar a preparar os seus filhos para a vida adulta. Eles vão ter muito mais responsabilidade da utilização do dinheiro que vão ganhar e vão saber geri-lo melhor.

Énio Mota

Énio Mota

Coach Financeiro

http://www.eniomota.pt

Outros artigos

Saúde mental

DIA MUNDIAL DA SAÚDE MENTAL

No Dia Internacional da Saúde Mental, e uma vez que a prevalência das perturbações mentais entre crianças e jovens tem aumentado nos últimos anos e constituem um dos principais preditores dos problemas de saúde mental na idade adulta, urge relembrar:

Ver

Fale Connosco